Exército Brasileiro gastará R$ 5 bilhões em canhões blindados

Confira o novo modelo de canhões blindados do Exército e saiba quais são as mudanças presentes no novo veículo.

Já na reta final do governo de Jair Bolsonaro (PL), o Exército Brasileiro concluiu a escolha da sua nova geração de blindados com canhões. Assim, a Força, através do Ministério da Defesa, deve assinar o contrato no dia 5 de dezembro. 

Vale destacar que o gasto foi de cerca de 900 milhões de euros para a compra de 98 veículos, cerca de R$ 5 bilhões.

Qual foi o modelo que o Exército adquiriu?

Primeiramente, o veículo escolhido pelo Exército Brasileiro para compor a nova frota de viaturas blindadas é o Centauro II. Os novos blindados são fabricados pelo consórcio italiano Iveco-Oto Melara (CIO), formado pelas empresas Iveco Veículos de Defesa e Leonardo. 

Vale destacar que esses são veículos 8×8. Ou seja, são superiores aos atuais Guaranis 6×6 do Exército Brasileiro, também fabricados pela Iveco. Assim, os veículos pesam 30 toneladas e contam com canhões de 120 mm. Além disso, serão usados para modernizar a frota das unidades de infantaria de ação rápida. 

Ainda que o Brasil não participe de guerras, o país escolheu o que há de melhor no padrão internacional. Desse modo, o blindado é um “caça-tanques”, com um canhão de longo alcance capaz de disparar munições especiais. Os novos veículos do Exército substituirão as viaturas de reconhecimento Cascavel. 

Outros concorrentes

Segundo documento obtido pelo jornal Metrópoles, o segundo nas compras foi o LAV 700 AG, produzido no Canadá pela norte-americana General Dynamics Land Systems. A terceira opção seria o ST1-BR da chinesa Norinco.

Vale destacar que haverá uma uma convocação para o consórcio italiano assinar um contrato inicial de entrega de amostras do modelo escolhido pelo Exército.

Imagem: Reprodução/iveco-otomelara.com




FONTE DA MATÉRIA

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like